DA REDAÇÃO: Royalties – Produtores não são obrigados a assinar o acordo com a Monsanto, diz o presidente da Aprosoja Brasil

Publicado em 25/07/2013 14:14 e atualizado em 25/07/2013 15:11
462 exibições
Royalties: Presidente da Aprosoja Brasil diz que produtor é que possui poder de decisão a respeito do acordo com a Monsanto. Qualquer produtor pode fazer sua demanda judicial caso não queira aceitar situação proposta junto à Famato e Aprosoja. Produtor também tem o poder de decidir qual variedade de soja será plantada.

A Monsanto confirmou que irá dar desconto na compra da soja Intacta RR2 PRO para colocar fim na disputa judicial envolvendo a cobrança de royalties da soja, resistente ao herbicida glifosato. Entretanto, para ter acesso ao desconto os produtores terão que assinar um termo em que se comprometem a não entra com ações na justiça para cobrar os valores pagos pela RR desde o ano de 2010, quando a patente teria vencido, conforme acreditam os agricultores e lideranças do setor.

A empresa concederá R$ 18,50 de desconto por hectare nos próximos quatro anos, sobre a taxa de R$ 115,00 da tecnologia, que deverá ser pago junto à semente. As informações do acordo sobre o pagamento dos royalties firmado pela Famato, Monsanto e Sindicatos Rurais de Mato Grosso foram divulgadas nesta quarta-feira (24).

Segundo o presidente da Aprosoja Brasil, Glauber Silveira, cada produtor tem o poder de decisão a respeito do acordo. E os produtores têm a opção de entrar com uma ação individual contra a empresa e não assinar o acordo. “Não é obrigatório assinar o acordo, o produtor rural deve decidir se vai plantar Intacta ou a soja convencional. E a Aprosoja Brasil serve como um fórum de discussão para os agricultores”, afirma o presidente da entidade.

Por: João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário