DA REDAÇÃO: Há dois anos, propriedade em Barreiras (BA) está invadida pelo MST

Publicado em 30/07/2013 16:11 e atualizado em 31/07/2013 08:56
490 exibições
Propriedade de 300 hectares invadida há 2 anos pelo MST em Barreiras-BA continua em poder dos invasores, mesmo com reintegração de posse determinada pela justiça.

Há dois anos, a propriedade rural do agricultor, Paulo Roberto Haehner, foi invadida por um grupo do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). O conflito teve início em maio de 2011, quando os representantes do movimento ocuparam a terra, alegando que a área, localizada em Barreiras (BA), seria improdutiva.

Por outro lado, o produtor destaca que estava esperando uma liberação do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), para realizar o desmatamento da área de cerca de 314 hectares. “Eu quis trabalhar, fazer a coisa dentro da lei para não criar atrito, outros produtores que não fizeram da mesma forma foram anistiados, porém eu acabei tendo um problema maior”, diz o proprietário.

Entretanto, cerca de 50 a 60 hectares da área já foi desmatada pelos representantes do movimento para que fossem feitas construções no local. A propriedade já teve a reintegração de posse determinada, mas a medida não foi cumprida.

“Já comprovei tudo na justiça. Inclusive, ganhei do Governo do Estado um documento afirmando que eu sou o legítimo proprietário da área. Porém estou a dois anos tentando pegar essa propriedade de volta. Não recebemos nenhuma proposta concreta e essa situação nos deixa desgastados”, afirma Haehner.

A expectativa é que o impasse seja resolvido até o final de novembro deste ano. “Queremos passar o final de ano com essa pendência resolvida. Não existe nenhuma negociação, não temos nada de concreto, apenas conversas. Porém os meus papeis, meus documentos são verdadeiros”, ressalta produtor.

Por: Aleksander Horta/ Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • gerd hans schurt Cidade Gaúcha - PR

    Onde estão as entidades representativas que tem a missão de defender o produtor rural?

    0