DA REDAÇÃO: Milho – Com geadas, perdas podem chegar a 50% da produção no PR

Publicado em 06/08/2013 14:07 e atualizado em 06/08/2013 17:00
390 exibições
Milho: Produtores que plantaram o cereal mais cedo estão colhendo uma boa safra, mas quem cultivou no final de março já enfrentou problemas com as geadas dos últimos dias. Cerca de 50% do milho atrasado foi afetado pelas baixas temperaturas. Em Londrina (PR), grão é negociado entre R$ 17 e R$ 18 a saca, o que não cobre os custos de produção. Trigo da região também foi afetado pelas geadas.

Em Londrina (PR), os produtores rurais que cultivaram o milho mais cedo estão obtendo uma boa safra. Em contrapartida, os agricultores que semearam o grão no final de março enfrentaram problemas com as geadas das últimas semanas. A expectativa é que cerca de 50% do cereal plantado mais tarde tenha sido afetado pelas baixas temperaturas.

Para o presidente do Sindicato Rural do município, Narciso Pissinati, além dessa situação, os preços também estão mais baixos e não cobrem os custos de produção. Na região, a saca do grão é comercializada entre R$ 17,00 e R$ 18,00.

Por outro lado, as lavouras de trigo também foram atingidas pelas geadas. Como grande parte das plantações estava em estágio de floração, período mais suscetível a eventos climáticos, as perdas podem chegar a 80% da produção, conforme destaca o presidente.

“Quem plantou mais tarde pode ter perdas de até 50%, mas também com perdas de qualidade. Ainda estamos fazendo um levantamento. Não temos segurança de nada, a safrinha da região foi atingida pelas geadas e não teremos nenhuma rentabilidade com certeza”, diz Pissinati.

Por: João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário