DA REDAÇÃO: Em Franca (SP), cafeicultores esperam que medidas do governo tragam tranquilidade ao setor

Publicado em 07/08/2013 12:58 e atualizado em 07/08/2013 17:49
381 exibições
Café: Medidas anunciadas pelo governo para o setor, nesta quarta-feira (7), estão atrasadas, segundo o presidente do Sindicato Rural de Franca. Custo de produção na região está em R$ 380 e produtores enfrentam momentos de caos. Produtores devem terminar a colheita da safra até meados de setembro.

Nesta quarta-feira (7), o governo anunciou medidas de apoio para a cafeicultura. Serão lançados contratos de opções de venda para 3 milhões de sacas de café com preços a R$ 346,00/saca e vencimento para março do próximo ano. Além disso, o governo ainda financiará a estocagem do grão com compras garantidas pelo preço mínimo de R$ 307,00/saca.

Segundo o Presidente do Sindicato Rural de Franca (SP), Galileu de Oliveira Macedo, essas medidas chegaram muito atrasadas, sendo que principalmente os pequenos agricultores já aguardavam por isso há 90 dias: “O setor está enfrentando um caos, mas esperamos que essas medidas tragam tranquilidade nesse momento para continuarmos sobrevivendo”.

Na região o custo de produção é de R$ 380, enquanto no sul de Minas Gerais (MG) os custos são ainda maiores. Em Franca, a colheita das árvores já está no fim e depois haverá a varreção, com isso a colheita deverá ser finalizada em meados de setembro. Nesse período houve 3 grandes chuvas que atrapalharam os produtores, mas a qualidade não foi prejudicada.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário