DA REDAÇÃO: Próximo relatório do USDA deve ser neutro, diz Consultor

Publicado em 09/08/2013 18:59
1095 exibições
Grãos: Alta não se sustenta e semana termina com cotações em queda em Chicago. Relatório do USDA pode não surpreender, mas ainda é balizador dos preços internacionais. Para o milho, tendência ainda é baixista diante do aumento da oferta no mundo neste segundo semestre.

Na próxima segunda-feira (12), o USDA (Departamento de Agricultura dos EUA) divulga um novo relatório.

Segundo o consultor em agronegócios, Ênio Fernandes, o USDA nunca é muito agressivo nas suas posições porque o departamento regula os preços em todo o mundo e deve apresentar um relatório neutro na próxima semana, uma vez que o clima não interferiu nas lavouras dos EUA, já o relatório do mês de setembro pode ser mais impactante.

As cotações de soja da safra velha não devem apresentar maiores quedas devido ao estoque reduzido. Já para a soja da safra nova, os preços podem apresentar algum repique no final do mês de agosto ou início de setembro. Ênio diz que o produtor deve ter um preço na cabeça e por meio dele fazer as suas pré-fixações.

Milho: Na próxima terça-feira (13), o governo fará um leilão de Pepro no Mato Grosso do Sul (MS) para comprar 100 mil toneladas de milho. Ênio acredita que esse leilão é para testar a demanda pelo grão e é necessário mais leilões como esse para conseguir amenizar a queda nos preços do milho: “Nesse momento só o Brasil e a Ucrânia tem milho, mas daqui a 60 dias a Europa e os EUA também irão ofertar, com isso a situação dos produtores brasileiros pode piorar, uma vez que além de preços baixos, também faltará liquidez.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário