DA REDAÇÃO: Com especulações sobre o clima nos EUA, soja opera em alta na Bolsa de Chicago

Publicado em 19/08/2013 13:44 e atualizado em 19/08/2013 15:57
691 exibições
Soja: Semana começou com clima quente no meio-oeste dos EUA, com chuvas isoladas no final de semana. Situação faz preços futuros subirem forte na CBOT nesta segunda-feira (19). Previsões climáticas apontam para o aumento da temperatura nas próximas duas semanas, condição desfavorável para a safra norte-americana.

Nesta segunda-feira (19), a soja opera com cotações positivas na Bolsa de Chicago. Essas altas se devem a especulações sobre o clima nos EUA, onde as lavouras estão no final do seu desenvolvimento.

De acordo com o consultor da Safras & Mercado, Flávio França Júnior, em uma parte do cinturão produtor dos EUA está chovendo pouco e essa falta de umidade prejudica as lavouras justamente em um período crítico para definição de produtividade. Além disso, as previsões meteorológicas apontam uma temperatura acima da média nas próxima duas semanas, que, unido a escassez de chuvas, pode trazer prejuízos para a soja e também para o milho, que teve um plantio tardio.

Neste ano as lavouras de soja apresentam também um grande risco de perdas por geadas devido ao plantio tardio. Frente a essas especulações climáticas, a demanda no mercado físico norte-americano está bastante aquecida.

Nesse momento final para a definição da safra de soja nos EUA, o mercado deve fazer especulações sobre o clima até, no máximo, 4 semanas, por isso França aconselha os produtores a não segurarem o produto: “Acredito que não há porque segurar soja após esse período, já que nas próximas semanas, com as especulações climáticas e alta do dólar, os produtores terão um bom momento para vender a soja da safra velha e também para começar a comercializar a safra nova”.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário