DA REDAÇÃO: Frente fria chega à região Sul nesta próxima quarta-feira

Publicado em 20/08/2013 13:52 e atualizado em 20/08/2013 20:16
346 exibições
Clima: Confira a previsão do tempo para as principais regiões produtoras do país. Acompanhe a participação de produtores com perguntas sobre o comportamento climático por todo o Brasil.

No Brasil central, há uma grande amplitude térmica devido à umidade. Com isso as madrugadas estão frias, o que é normal para essa época do ano, mas durante o dia o sol predomina porque não há umidade para segurar a temperatura, por isso ela sobe. O clima está dessa forma porque não tem chovido no Brasil central e o tempo ainda deve permanecer assim.

Uma massa de ar seco predomina em grande parte do centro-sul do país, mas na região Sul o tempo deve mudar, já nas outras áreas, como Sudeste, Centro-Oeste e interior do Nordeste, o clima permanece seco nesta próxima quarta-feira (21).

Por outro lado, o destaque desta terça-feira (20) é a chuva ao longo da costa do Nordeste, onde ainda hoje chove bastante entre a costa da Bahia (BA), Sergipe (SE) e Alagoas (AL) e amanhã (21) também tem previsão de chuvas nessas áreas. Deve chover também entre o Espírito Santo (ES) e o nordeste de Minas Gerais (MG).

Na região Sul a quarta-feira (21) será ensolarada e quente e no final do dia acontecerá pancadas de chuvas, anunciando a chegada de uma nova frente fria. Essas primeiras pancadas, devido ao calor, aos ventos de norte e achegada da frente fria, poderão vir acompanhadas de uma forte ventania e também há o risco de queda de granizo em alguns lugares. Para os próximos dias a tendência é de bastante chuva, principalmente no Rio Grande do Sul (RS), onde o volume irá ultrapassar 200mm. Entre Santa Catarina (SC) e o centro-sul e oeste do Paraná (PR) também há previsão de chuva, mas não tão expressiva quanto no RS.

Até o final de semana o tempo permanece seco na região Sudeste e na região Centro-Oeste, apenas com chuva fraca no sul do Mato Grosso do Sul (MS). Na faixa leste do Nordeste continua a chover.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário