DA REDAÇÃO: Com especulações climáticas, soja opera em forte alta na Bolsa de Chicago

Publicado em 26/08/2013 13:27 e atualizado em 26/08/2013 16:20
768 exibições
Grãos: Mercado climático nos EUA faz cotações beirarem o limite de alta em Chicago. Onda de calor no meio-oeste americano em uma fase decisiva para a definição da produtividade traz novamente a expectativa para quebras.

Nesta segunda-feira (26), a soja opera em forte alta na Bolsa de Chicago devido a um movimento especulativo do mercado climático nos EUA. Existe uma onda de calor chegando ao Meio-Oeste norte-americano justamente em uma fase decisiva para a definição da produtividade da safra de soja, o que provoca essa elevação nas cotações. O milho também poderá ser prejudicado com o calor, mas em menor proporção, por isso a alta da soja é superior a dos demais grãos.

“Nesse momento acontece um movimento de especulação de qual será o novo tamanho da safra de soja dos EUA, após a redução frente a um clima mais seco na reta final da definição de produtividade”, afirma Flávio França Júnior, consultor da Safras & Mercado.

Com essa alta nas cotações em Chicago, o produtor brasileiro tem um bom momento para a fixação de preços. Hoje (26), o mercado interno já tem os melhores patamares do ano e os sojicultores podem pensar em voltar a negociar.

Segundo França, o produtor deve ficar atento e acompanhar a evolução das previsões meteorológicas nos EUA nos próximos dias: “O momento de definir a comercialização do final da safra velha e também de fixar preços para a safra nova é durante esta semana e o início da semana que vem, mas os produtores devem ficar atentos até onde essa especulação climática irá chegar”. 

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário