DA REDAÇÃO: Em Ilhéus (BA), líder indígena afirma que invasões a propriedades rurais irão continuar

Publicado em 26/08/2013 19:10 e atualizado em 26/08/2013 20:21
692 exibições
Em Ilhéus, no sul da Bahia, líder indígena anuncia que vai continuar a invasão das propriedades até o final da semana. Moradores de Buerarema preparam-se para confronto cada vez mais violento. Força policial do governo nada faz.

No sul da Bahia (BA), desde o último sábado (24) vem ocorrendo graves conflitos entre índios e produtores rurais, após 25 fazendas terem sido invadidas. A polícia tenta resolver a situação, enquanto a Funai afirma que essas terras são indígenas e que os proprietários devem sair da área.

Nesta segunda-feira (26), um líder indígena ocupou um programa de rádio em Ilhéus e intimou os produtores rurais a deixarem as suas fazendas, alegando que as invasões irão continuar. Segundo o Presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Milton Andrade Júnior, as propriedades foram invadidas e as casas completamente devastadas, inclusive com famílias dormindo durando à noite e sendo abordadas com vandalismo.  

“Estamos muito preocupados porque o governador do estado, Jaques Wagner, ainda não tomou uma posição firme em relação ao nosso problema e estamos vendo uma tragédia prestes a acontecer”, afirma Milton.

A Força Nacional está na região com um contingente de 20 homens para atender uma área de mais de 40 mil hectares, o que não é suficiente. As famílias dos agricultores produzem alimentos há 100 anos no sul da Bahia e, com os conflitos, até os filhos dos produtores rurais estão com medo de ir à escola.

Milton diz que a situação é caótica e o governo faz vista grossa em relação ao problema, endossando a atitude dos índios: “O momento é de guerra e apenas quando o sangue correr o governo irá acordar e agir com responsabilidade na região”.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Luciane Possan Weber guaíra - PR

    Se o governo não intervir em favor dos que produzem, podem ter certeza é porque querem o nosso fim. Quero ver quem produzirá alimento para os índios, procuradores,governo, funcionários da FUNAI e do CIMI!!

    0