DA REDAÇÃO: Dólar vem influenciando exportações de carne bovina

Publicado em 03/09/2013 13:14 e atualizado em 03/09/2013 17:24
459 exibições
Boi: Mercado futuro se encontra bastante volátil. Após alta de R$ 105,50 arroba no contrato setembro/13, BMF reajusta preços e volta a R$104,70 arroba para não ficar fora da normalidade. As exportações vêm sendo bem remuneradas por conta da alta do dólar. Mercado se mostra bastante competitivo frente aos concorrentes.

O mercado futuro para o boi gordo se encontra bastante volátil, com o contrato setembro da BM&F chegando a ser cotado a R$ 105,50/@ nesta última segunda-feira (2) e com um ajuste para R$ 104,70/@ hoje (3), já que o ritmo de alta estava bastante alto e os preços poderiam fugir do normal. No mercado físico, a média dos negócios em São Paulo (SP) está a R$ 103,30/@, preço um pouco longe das cotações futuras.

Segundo Lygia Pimentel, analista da FCStone, o dólar tem influenciado muito bem as exportações, inclusive a remuneração do volume exportado, quando se transforma o dólar em real, fica bastante interessante: “Os volumes também estão maiores, com um preço internacional, transformando a arroba brasileira em dólar, muito competitivo frente aos concorrentes. Além disso, diversos frigoríficos exportadores estão se baseando nas vendas internacionais para manter a sua margem, já que as margens no mercado interno não estão tão favoráveis”.

A reposição está firme, com falta de pasto há algum tempo e já não existe muito espaço para manter os animais que devem ser vendidos para reposição, com isso a reposição está cara e difícil de encontrar.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário