DA REDAÇÃO: Clima – Chuvas nos EUA não deve reverter quadro de estiagem nas regiões produtoras

Publicado em 05/09/2013 14:14 e atualizado em 05/09/2013 17:52
461 exibições
Clima: Chuvas previstas para os EUA não devem reverter quadro de estiagem. No Brasil, nova frente fria chega à região Sul do país neste final de semana e irá provocar precipitações. Na segunda quinzena do mês, a região central do país passará por bloqueio atmosférico e temperaturas devem ficar mais altas.

As previsões climáticas indicam chuvas para o cinturão produtor de grãos dos Estados Unidos, no período de 5 a 9 de setembro. Entretanto, de acordo com a meteorologista da Somar Meteorologia, Desirée Brandt, ressalta que as precipitações serão esparsas, de baixo volume acumulado e serão insuficientes para reverter o quadro de estiagem nas regiões produtoras.

No Brasil, a frente fria que no início da semana provocou chuvas na região Sul, está no Sul da Bahia e deve reforçar as precipitações na faixa leste do nordeste do país. Os mapas apontam precipitações, para esta quinta-feira (5), entre o Norte de Goiás, Tocantins e Mato Grosso. 

Já no final de semana, uma nova frente fria deve chegar ao Sul do país e ocasionar algumas chuvas em regiões do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Mas é uma frente fria fraca e deve passar mais pela costa e não há previsão de queda brusca de temperatura”, destaca a meteorologista.

No período de 12 a 18 de setembro, as precipitações fortes devem acontecer na divisa com Uruguai. Por outro lado, a região central do Brasil vai permanecer com o tempo aberto, as áreas deverão enfrentar um bloqueio atmosférico, com isso, o tempo tende a permanecer seco e as temperaturas devem subir, conforme sinaliza Desirée. 

Dois Irmãos das Missões (RS) – As chuvas deverão acontecer no final de dezembro e no decorrer de janeiro. As temperaturas devem oscilar, mas não devem ficar abaixo de 5ºC. “Então não risco de geada, porém no dia 20 de setembro teremos a passagem de uma frente fria que entrará pelo continente e pode ocasionar geadas em algumas áreas ao sul do estado”, finaliza a meteorologista.

Por: João Batista Olivi//Desirée Brandt//Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário