DA REDAÇÃO: Soja encerra pregão eletrônico da CBOT em baixa devido à chuvas nos EUA

Publicado em 16/09/2013 10:38 e atualizado em 16/09/2013 12:58
416 exibições
Soja: Mercado tem expressiva queda em Chicago depois de final de semana de chuvas e previsão de novas precipitações para os próximos dias no Meio-Oeste. No entanto, chuvas ainda são incapazes de reverter os danos causados pela seca e chegam apenas para aliviar o estresse hídrico pelo qual passam as plantas.

Nesta segunda-feira (16), a soja encerrou o pregão eletrônico da Bolsa de Chicago em baixa devido à chuvas que ocorreram nos EUA durante o último final de semana. Além disso, os investidores estão zerando o volume de spread soja/milho, que atingiu as máximas.

De acordo com João Schaffer, analista da Agrinvest, a chuva ocorreu de forma mais abrangente no estado de Minnesota, mas não chegou a cobrir muitas áreas de Iowa e Illinois. No entanto, ainda há previsão de chuvas para o próximo final de semana, com um volume estimado em até 25mm na região produtora dos EUA.

Contudo, o prejuízo nas lavouras já aconteceu, mas essas chuvas vêm amenizar e pode ocorrer um incremento em peso de grão. Na última quinta-feira (12), o peso de grão foi modelado no relatório do USDA, porém, segundo Schaffer, o mercado está um pouco cético quanto a esse número, já que a estimativa foi bastante elevada se comparada a anos anteriores. Com isso, já se espera uma redução nesse peso no próximo relatório, caso essas chuvas não se confirmem.

Hoje (16) o USDA divulga um novo relatório de condições de lavoura, que deverá influenciar o pregão noturno da CBOT. Schaffer afirma que tanto para o milho, quanto para a soja, se trabalha com uma queda de 1% a 3% no percentual de lavouras boas ou excelentes. Na próxima terça-feira (17), o Departamento de Agricultura dos EUA divulga também um relatório com revisão de área e o mercado trabalha com uma redução de 0,4 a 0,81 mil hectares. Segundo Schaffer, caso o número seja acima dessa previsão, pode haver um rally no mercado, uma vez que o USDA já reduziu a sua estimativa de produtividade e, com uma baixa na área também, os estoques de passagem teriam queda, o que seria um fator de alta para o mercado.

Milho: Nesta segunda-feira (16), o milho encerrou o pregão eletrônico da CBOT em alta, com os investidores comprando posições para zerar o spread soja/milho. Schaffer diz que há uma diminuição do prêmio interno nos EUA pela proximidade da colheita, porém, com os relatórios apontando uma produtividade menor, o mercado pode voltar a uma tendência mais altista, ainda mais se for confirmada uma queda na redução de área acima do que o mercado está projetando.

Por: Carla Mendes e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário