DA REDAÇÃO: Ministra Gleisi Hoffmann afirma que logística e armazenagem são prioridades para a agricultura este ano

Publicado em 27/09/2013 09:30 e atualizado em 27/09/2013 15:38
373 exibições
Safra 2013/14: O plantio da soja foi oficialmente aberto nesta quinta-feira (26) em Sinop (MT). Com a aprovação da MP 619, na Câmara dos Deputados, os produtores terão acesso a novos defensivos para combater a helicoverpa. Ministra chefe da Casa Civil, garantiu que o Governo irá investir em logística.

Nesta última quinta-feira (26), foi aberto oficialmente o plantio de soja no Brasil. A solenidade aconteceu em Sinop (MT) e o evento também marcou a abertura do Projeto Soja Brasil. A Ministra-Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, disse que a prioridade para a agricultura este ano é a logística e a armazenagem.

Ao lado do Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, a Ministra Gleisi abriu o início do plantio da safra de soja 2013/14. Logo em seguida, Gleisi Hoffmann falou sobre a aprovação pela Câmara dos Deputados da MP 619 que garante a importação e o uso emergencial de agroquímicos para o combate da helicoverpa.

“A MP ainda tem que ser votada no Plenário do Senado, o que será feito na próxima semana e, assim que o Congresso Nacional remeter a Presidente Dilma Rousseff, nós vamos editar o decreto e o Ministério da Agricultura poderá fazer a importação. Já liberamos também um dos fungicidas para a ferrugem asiática e a Anvisa está bastante acelerada para liberar mais um, uma vez que achamos importante que haja uma competição para que o agricultor não dependa apenas de uma marca”, afirma a Ministra Gleisi.

Junto ao governador do MT, Silval Barbosa, e ao Senador Blairo Maggi, Gleisi Hoffmann destacou a relevância dos investimentos em logística para garantir o avanço das lavouras do Centro-Oeste do país nos próximos anos: “Faz parte desse esforço a conclusão nos próximos 2 anos da BR 163 que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA). A conclusão das obras vai permitir aos produtores do MT o acesso por via rodoviária pavimentada e duplicada aos Portos do Arco Norte”.

Por: Sebastião Garcia, Eduardo Silva, Pedro Silvestre e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário