DA REDAÇÃO: Com a abertura do mercado para o Japão, suinocultura de SC vive ótimo momento

Publicado em 07/10/2013 13:04 e atualizado em 07/10/2013 13:38
378 exibições
Suínos: Com exportações abertas para o Japão, produtor de Santa Catarina encontra um cenário melhor de preços no mercado após atravessar uma severa crise nos últimos anos, sofrendo com cotações abaixo do custo de produção. Abertura para o mercado japonês vinha sendo buscada há bastante tempo.

A suinocultura do estado de Santa Catarina (SC) vive um dos melhores momentos da última década após enfrentar uma grave crise com os preços de mercado muito abaixo dos custos de produção. Porém, com a abertura do mercado para a China, EUA e principalmente para o Japão, os preços do suíno se recuperaram.

O Secretário de Agricultura de Santa Catarina, João Rodrigues, afirma que o mercado está bastante aquecido e o estado mudou essa realidade a partir de um grande esforço, uma vez que há muito tempo se buscava a abertura para o mercado japonês: “O número de compras do Japão ainda é pequeno, mas está crescendo e estamos extremamente otimistas”.

No entanto, existe uma preocupação de que com o aumento da produção de suínos haja um excedente e os preços voltem a cair. Segundo Rodrigues, o maior problema não é o suinocultor produzir mais, e sim investidores montarem grandes complexos e tirarem o pequeno produtor do mercado: “Estamos contendo essa euforia porque a meta do governo é que o pequeno produtor fique e sobreviva no campo e tentamos regular isso com o setor”.

No Japão, 90% do frango consumido é brasileiro e cerca de 60% de Santa Catarina, ou seja, quem compra frango possivelmente também compra suíno, por isso os produtores acreditam em um aumento gradativo das vendas de carne suína para os japoneses.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário