DA REDAÇÃO: Trigo - Após problemas climáticos, Paraná tem perdas de 41%

Publicado em 07/10/2013 19:17 e atualizado em 07/10/2013 20:15
811 exibições
Trigo: Estima-se que 38% da área de trigo do Paraná já tenha sido colhida. Além disso, algumas áreas foram perdidas por conta das geadas que atingiram as safras em julho e agosto. Este ano, o estado deve colher 1,7 milhão de toneladas. O mês de outubro deve ser mais chuvoso em comparação ao ano passado, o que não é ideal para as colheitas.

Até a última semana, os produtores do Paraná (PR) haviam colhido 38% da safra de trigo, sendo que esse número é 30% abaixo da colheita realizada até o mesmo período de 2012. No entanto, uma grande área não foi colhida devido às perdas por problemas climáticos, com isso o atraso na colheita não é tão grande.

De acordo com o Economista do Deral, Marcelo Garrido Moreira, a expectativa já era que a concentração da colheita no estado acontecesse durante o mês de outubro porque houve um atraso na safra desde o plantio devido a problemas climáticos, como a seca em algumas regiões e excesso de chuva em outras, o que ocasionou um retardo na evolução da cultura: “Daqui para frente, se tudo ocorrer como o previsto, esse outubro será mais chuvoso do que no ano passado e isso realmente não é o ideal para que os produtores possam fazer a colheita com uma umidade menor”.

Com os problemas climáticos que o Paraná enfrentou, a safra de trigo do estado teve uma perda estimada em 41%. No início da safra a produção prevista era de 2,9 milhões de toneladas, mas, principalmente com as 2 ondas de geadas severas, no final de julho e no final de agosto, a safra foi reduzida para cerca de 1,7 milhões de toneladas, o que impacta nos preços recordes do cereal no mercado interno. Moreira afirma que a produção deste ano ficará abaixo da safra colhida em 2012 e os produtores agora torcem para que o clima se regularize, assim o trigo poderá ser colhido com uma qualidade não tão prejudicada.

Por: Sérgio Braga e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário