DA REDAÇÃO: Com status livre de aftosa, Chapecó (SC) tem maior bacia leiteira do Brasil

Publicado em 08/10/2013 14:07 e atualizado em 08/10/2013 16:35
473 exibições
Leite: Produtores de Chapecó (SC) agregam à produção de suínos e aves a atividade leiteira para complementar a renda mensal de pequenos agricultores. Produtividade e renda aumentaram na cidade após o gado ser declarado como livre de aftosa.

Em Chapecó (SC), com o esforço do governo e, principalmente, dos produtores rurais, o problema de aftosa foi sanado e agora se trabalha sem vacinação. Isso deu a região um status diferenciado no país, e, sempre que se muda de status, outros fatores acompanham, como a melhora na produção e no conforto do animal. Com isso, a produtividade e a renda dos agricultores aumentaram e trouxe ao oeste de SC, somado ao sudoeste do Paraná (PR) e noroeste do Rio Grande do Sul (RS), a maior bacia leiteira do Brasil.

O Presidente do Núcleo de Criadores de Ovinos de Chapecó, Enedi Zanchet, afirma que para os eficientes sempre há espaço: “Temos que ser não só um produtor, mas um gestor, porque é uma empresa que nós temos e, mesmo que seja pequena, ela é extremamente rentável para conviver com as nossas demais atividades”.

Na região, o leite veio agregar aos suínos e as aves outra renda mensal para o produtor, sendo que a média da área destinada para a atividade no oeste de SC é de 8 hectares, com isso só se estabelece aqueles produtores que sabem manter a atividade de forma correta.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário