DA REDAÇÃO: Produtores do oeste da Bahia tentam acordo com Monsanto para compra da soja Intacta

Publicado em 09/10/2013 19:13 e atualizado em 09/10/2013 20:31
477 exibições
Soja: Representante do Sind. Rural de Luis Eduardo Magalhães afirma que produtores não abrem mão de pedir a restituição do que foi cobrado indevidamente pela Monsanto na RR1. Multinacional impede a venda da Intacta no Oeste da Bahia, por força de decisão judicial contra a cobrança indevida dos royalties.

No oeste da Bahia (BA) a Monsanto se recusa a vender a nova tecnologia da soja Intacta aos produtores caso eles não assinem o acordo em que deixam de exigir a devolução do dinheiro pago indevidamente pelos royalties da soja RR1.

De acordo com o Presidente do Sindicato Rural de Luis Eduardo Magalhães (BA), Vanir Kölln, nesse momento falta um diálogo e isso tem que ser negociado: “Estamos no caminho para um entendimento e representantes da Monsanto já nos ligaram para tentarmos resolver essa questão na próxima semana”.

Kölln diz ainda que a Monsanto e os produtores precisam ser parceiros e fazer um acordo que seja bom para ambos os lados. Não cabe aos agricultores discutir o preço estipulado pela Monsanto para a soja Intacta, mas eles aguardam um entendimento para que possam aderir à tecnologia e avançar o plantio na região.

Caso não seja possível efetuar a compra da soja Intacta, os agricultores da BA têm outras sementes para realizar o plantio da safra 2013/14, já que existem alternativas para não se depender apenas de uma empresa.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário