DA REDAÇÃO: Presidente de associação de produtores de Suiá Missú conta sobre problemas enfrentados com a questão indígena

Publicado em 16/04/2014 14:41 e atualizado em 16/04/2014 18:25 226 exibições
Questão Indígena: Produtores da área de Suiá-Missú enfrentam continuam enfrentando grandes problemas. Boa parte foi retirada de suas propriedades, contam com donativos para sobreviver e não há nenhum tipo de assistência governamental. Até agora foram registrados 30 óbitos, sendo nove deles por suicídio.

A desapropriação de Suiá Missú, no nordeste do Mato Grosso (MG), está causando grandes conflitos na região entre índios e produtores rurais.  A origem da terra foi contestada e os produtores foram expulsos de suas terras com o apoio do exército e da Polícia Federal. 

Os produtores estão enfrentando grandes problemas em decorrência da desapropriação, em que já chegam a 30 óbitos, sendo 9 por suicídios. O Presidente da Associação dos Produtores de Suiá Missu, Sebastião Prado, conta sobre o caso do produtor que não suportou a situação, matando a esposa e em seguida tirando a própria vida. 

O presidente da associação acredita que com a aprovação da PEC 215 parte desses problemas poderão ser anulados, já que a medida prevê que a decisão da homologação de terras passe ao Congresso Nacional e não à Funai, como é atualmente.   Sebastião também cobra medidas do governo, pois as famílias e não sobrevivem de donativos e não recebem nenhum tipo de assistência governamental. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Odilon José alves filho Zé doca - MA

    É profundamente lamentável. Este governo do PT trata produtores como inimigos.

    0