DA REDAÇÃO: Preferências de consumo desestimulam venda do feijão mais escuro

Publicado em 23/04/2014 13:09 e atualizado em 23/04/2014 16:13 604 exibições
Feijão: Preferência dos consumidores por produtos de maior qualidade e de aparência mais clara está mantendo os estoques de feijões comerciais parados e não há o que fazer com o excedente. Se esse comportamento persistir, preços poderão ser pressionados nos próximos meses.

As preferências de consumo da população brasileira fazem com que os produtores de feijão encontrem dificuldades para a venda do feijão mais escuro, que apresenta a mesma qualidade. Segundo o analista Marcelo Lüders, da Correpar, em entrevista para a segunda edição do Mercado & Cia., do Canal Rural, os consumidores se acostumaram a pagar caro pelo feijão e continuam dando preferência aos feijões mais caros nas prateleiras.

Com a entrada da safra nova, em maio/junho, o comportamento pode estimular uma queda ainda maior de preços. A recomendação de Lüders é de que os produtores que possuem feijão comercial não fiquem esperando para vender sua safra. Lüders também recomenda um menor plantio de feijão carioca.

A Secretaria de Política Agrícola declarou que iria disponibilizar R$50 milhões para que os produtores pudessem realizar a Aquisição do Governo Federal (AGF), mas a Conab do estado do Paraná informa que ainda não está ciente da situação.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário