DA REDAÇÃO: Aumento dos preços do milho reflete crescimento do consumo e a diminuição da oferta

Publicado em 06/05/2014 13:35 e atualizado em 06/05/2014 16:46 916 exibições
Grãos: Preços do milho sobem em Chicago por sua valorização, visto que demanda cresce mais do que a oferta. Mercado americano de soja está em fase de reposição e os preços devem se manter em patamares mais altos nos próximos meses.

Os preços da soja estão em queda em Chicago. Parte desse cenário se deve aos possíveis fatores climáticos mais favoráveis aos Estados Unidos e também por operações financeiras, segundo explica o consultor de mercado da SIMConsult, Liones Severo. O momento é de reposição de estoques, que só deve acontecer na próxima safra americana. Por uma questão de logística e pela pouca oferta, também já não mais possível importar soja brasileira.

Para o milho,  os preços sobem pelo excesso de consumo e pela diminuição das produções em todo o mundo e a cultura tende a se valorizar. A Ucrânia, por exemplo, terá uma queda de 6 ou 7 milhões de toneladas de sua produção e o Brasil está produzindo um volume menor de milho safrinha e deve exportar menos. 

 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário