DA REDAÇÃO: Conflitos trazem clima de terrorismo a Buerarema (BA)

Publicado em 14/05/2014 13:43 e atualizado em 14/05/2014 16:04 219 exibições
Questão Indígena: Possível demarcação em Buerarema (BA) prejudicará a cidade e irá atingir mais de cinco mil pessoas, com uma maioria de pequenos produtores. Na região, já ocorreu audiência pública para discutir a PEC 215, que prevê a demarcação de territórios indígenas como responsabilidade do Congresso Nacional.

O Sul da Bahia enfrenta uma situação complicada, uma vez que a população está em conflito com pessoas que se dizem descendentes de índios Tupinambás e exigem áreas ocupadas por agricultores familiares. Guima Barreto, prefeito de Buerarema, cidade a 55km de Ilhéus, conta, em entrevista ao Mercado & Cia., do Canal Rural, que os descendentes exigem 47 mil hectares, que podem ocasionar no desalojamento de mais de 5 mil pessoas.

"A situação sufoca e deixa um clima de terrorismo", afirma o prefeito, que lembra também que a situação se espalha por municípios como Itabuna e Una.

Na última segunda-feira (12), uma reunião foi realizada em Salvador (BA) para discutir os benefícios da PEC 215 na arbitragem de conflitos de terra, que o prefeito considerou proveitosa. Após conversa com deputados, Barreto aponta o desejo de que a PEC seja votada "o mais rápido possível".

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário