DA REDAÇÃO: Isenção da TEC sob o trigo poderá acarretar preços mais baixos

Publicado em 21/05/2014 14:19 e atualizado em 21/05/2014 17:32 1250 exibições
Trigo: Presidente do Moinho Pacífico é contra a retirada da TEC de importação, como pleiteia a Abitrigo. Preços externos caem 10% e, junto com a queda do dólar, há uma paridade de preços no mercado interno. Perspectiva é de preços ajustados para os produtores brasileiros.

A Associação Brasileira Indústria Trigo (Abitrigo) pede que o governo retire a Tarifa Externa Comum (TEC),  para incentivar a importação de trigo. Para o presidente do Moinho Pacífico, Lawrence Pih, a medida é equivocada, principalmente pela grande quantidade de trigo existente para ser escoado nos moinhos do Rio Grande do Sul.

O presidente explica que o preço do trigo está em queda no estado, por haver muita oferta, enquanto no Paraná  os estoques estão mais apertados e os preços mais altos. Com a isenção, esse trigo será estocado e deixará de ser vendido. Outra consequência, seria que os preços cairiam ainda mais, além de desestimular os produtores.

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

6 comentários

  • LEANDRO M GRANELLA [email protected] - RS

    Parabéns ao SR Lawrence que não é imediatista, de cabeça pequena e mal intencionadas como muitos de seus pares ! Precisamos de uma relação sustentável com a indústria e posições como esta podem construí-la.

    0
  • Marcelo De Baco Viamão - RS

    Bom dia a todos!

    No RS não existe uma opção para cultura de inverno, que tenha massa de consumo como o trigo. Fico contente de ver que o Sr. Lawrence expressou ser contra a queda da TEC. Precisamos unir forças com a ABITRIGO e não confrontar. Isto afasta o fornecedor do comprador. Porque não falar em mercado de opções? a solução da rentabilidade não é dada pelo mercado, mas pelas ferramentas comerciais que são adotadas. Deve ser aproveitada esta guinada de posição e buscar proximidade com os vários representantes da cadeia.

    O trigo vai cair de preço sim ou sim, basta olhar a produção estimada, esta tendência não faz com que o produtor deixe de plantar.

    0
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Sr. João Olivi, perguntas, perguntas em bloco como nas comissões da Câmara dos Deputados, são respondidas somente as que interessam ao interrogado.

    Os “capitães de empresas”, no caso dos moinhos de trigo brasileiros e que estão de “posse do trono” da Abitrigo, suas unidades fabris estão localizadas onde no território brasileiro?

    Para qualquer leigo, nota-se que todas estão muito perto dos portos marítimos, por quê? O Brasil não exporta farinha ou qualquer derivado do trigo, mas é um grande importador de trigo e, quando o governo através de normas “criativas”, autoriza a importação de farinha de trigo com alíquota zero, para farinhas adicionadas com outro produto. Num período o Brasil importou farinha de trigo da Argentina com “0,003%” (HUM MILÉSIMO POR CENTO) de sal, com tarifa ZERO! Quem foi privilegiado?

    ESTE É O ATO DE UMA VOZ ROUCA PARA OUVIDOS MOUCOS !!

    ....”E VAMOS EM FRENTE” ! ! !....

    0
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Caro Sr. Dalzir, não fui muito especifico na mensagem anterior, mas trocando em miúdos: O Sr. Pih é um grande empresário e, sua equipe é composta por técnicos de alto gabarito.

    Lógico que não vão ter um estoque físico de trigo fora da normalidade, pois para isso existem as Bolsas, no caso a CBOT em Chicago é a que opera os maiores volumes de contratos negociados de trigo.

    Pode ser que a sua empresa esteja numa posição “call” (comprado) de contratos com vencimentos próximos e, se o mercado sofrer uma variação brusca, em função de uma medida administrativa, no caso de 10%, ele não tem alternativas para se safar do prejuízo.

    Quando ele citou o trigo de Kansas – EUA, lá é produzido o trigo duro de inverno, de alto teor de proteínas e glúten, ou seja, é um ótimo “melhorador” de farinhas.

    Enfim, são muitos “SÊS”!

    0
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Psiu!... Sr. Dalzir. As perguntas foram feitas, mas faltou a principal:

    QUAL O ESTOQUE DE TRIGO DOS MOINHOS PACIFICO NO MOMENTO?

    Se o trigo baixar o preço e, (eu...moinho Pacifico), estiver com estoque alto ...snif! snif!

    ...."E VAMOS EM FRENTE" ! ! !....

    0
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Sr. João Olivi, a entrevista do Sr. Lawrence Pih mostra que não há nada que ampare o produtor de trigo brasileiro.

    Num passado recente o Sr. Pih afirmou que não é interessante para o Brasil produzir trigo, pois não possui aptidões para o bom desenvolvimento da cultura. Será que ele ainda tem este juízo sobre o assunto? Os governantes pensam o mesmo a respeito? Qual a razão desta atividade estar sempre “de joelhos” para se conseguir produzir?

    Afinal, a máxima do governo petista não é:

    “PÃO E CIRCO” !!

    ....”E VAMOS EM FRENTE” ! ! !....

    0