DA REDAÇÃO: Aumento das taxas de juros do Plano Safra custará R$ 890 mi aos produtores rurais

Publicado em 21/05/2014 14:20 e atualizado em 21/05/2014 16:58 623 exibições
Plano Safra: aumento de 18% na taxa de juros do crédito rural obrigará produtores a gastarem R$ 890 milhões nesta safra 2014/2015. Custo do dinheiro sobe nos bancos, enquanto não há contrapartida, por parte do Governo, em investimentos na infra-estrutura e logística

Na manhã de ontem (21), a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) realizou uma reunião para analisar o Plano Safra 2014/2015, anunciado pelo governo na última segunda-feira (19).  O Plano disponibiliza o valor de R$ 156 bilhões em recursos destinados ao agronegócio, em que R$ 112 bilhões são para financiamentos de custeio e comercialização. Com aumento da taxa de juros, de 5,5% para 6,5%, os produtores rurais terão de pagar uma diferença de  R$ 890 milhões em relação ao plano anterior.  

O economista da Farsul, Antônio da Luz, enfatiza que esses recursos utilizados não são públicos. Do total de R$ 112 bilhões destinados ao financiamento de custeio e  comercialização, R$ 34 bilhões são de recursos públicos.  Para o economista a notícia é positiva, pois quanto menos interferências do governo, melhor para os produtores.

Por outro lado, explica que houveram grandes esforços para que não houvesse esse aumento nos juros,  pois existia a expectativa de que poderia ser maior. Antônio atribui esse crescimento a má condução da política econômica que o Brasil enfrenta, em que a inflação está fora de meta. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário