DA REDAÇÃO: Soja safrinha pode aumentar a resistência de pragas

Publicado em 26/05/2014 13:54 e atualizado em 26/05/2014 18:02 947 exibições
Soja: Safrinha preocupa autoridades pelo aumento de aplicações de herbicidas e pela falta de rotatividade da lavoura. MAPA irá realizar uma audiência pública para discutir a proibição, em que a exceção será para produção de sementes. Para produtor rural, método pode não ser vantajoso também pelo custo.

O costume de plantar soja safrinha vem preocupando autoridades pela possibilidade de enfraquecimento nos fungicidas utilizados no plantio. Sem a rotatividade de lavouras, os produtores dobram a quantidade de aplicações de herbicidas utilizadas no combate da ferrugem asiática, que tem incidido em boa parte das lavouras de soja. Por isso, técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estão providenciando uma norma que limite a possibilidade de soja safrinha.

O coordenador da defesa vegetal do Ministério da Agricultura (MT), Wanderlei Dias Guerra, explica que não haveria problemas se a safrinha fosse realizada para a produção de sementes ou se fosse realizada no período adequado. É o que o produtor rural, Aido Mattjie, realizou neste ano em sua propriedade, que com o a safra de soja prejudicada por causa das chuvas, optou pela produção de sementes. Para o agricultor, os custos de aplicação de herbicidas não compensariam para a produção de grãos.  

Guerra explica que a restrição seria apenas entre os dias 15 de junho e 15 de setembro e que a medida traria uma proteção aos fungicidas já utilizados. Com o aumento das aplicações a tendência é de que as pragas se tornem mais resistências e os atuais herbicidas deixem de fazer efeito. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário