Índios: Carvalho admite existência de relatórios antropológicos com falhas e reconhece necessidade de indenização

Publicado em 29/05/2014 13:59 e atualizado em 29/05/2014 16:02 840 exibições
Questão indígena: Na tarde desta quinta-feira (29) o ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, irá receber lideranças indígenas que cercam o Ministério da Justiça. O ministro Gilberto Carvalho admitiu que há falhas nos relatórios antropológicos que servem para demarcação de territórios indígenas.

Nesta quinta-feira (29), o Chefe de Gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, admitiu em pronunciamento que existem relatórios antropológicos com falhas que deverão ser revistos, além de reconhecer a necessidade de indenização para os produtores que ocuparam terras demarcadas de boa fé.

No entanto, Carvalho lembrou que todos esses processos são "questões judiciais", que requerem um tempo adequado para serem levadas adiante.

Durante toda esta semana, cerca de 500 indígenas estão reunidos em Brasília para uma série de manifestações em frente ao Ministério da Justiça. Os indigenas também ganharam apoio do movimento quilombola.

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve receber representantes indígenas hoje, às 15h, para ouvir suas reinvindicações. Indígenas estariam preocupados com a aprovação de PEC 215, que entregaria o poder de demarcação de terras nas mãos do Congresso Nacional.

Prorrogação de Dívidas

Ontem (28) o Senado Federal aprovou uma MP que prolonga o prazo de débitos de produtores rurais com a dívida da União para dezembro de 2015. O prazo tinha sido encerrado em agosto de 2013. A MP também prorroga as dívidas dos agricultores familiares que se endividaram para construir suas casas. Estes agricultores serão incluídos agora nas condições do programa Minha Casa Minha Vida. A medida segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

3 comentários

  • HAROLDO FAGANELLO Dourados - MS

    SR. Gilberto de Carvalho, não vai nos enganar... essa mudança rápida de opinião é por ordem da chefona lá do planalto e só vale até 05 de outubro caso ela se reeleja...Depois, com certeza volta a chacina no campo e ainda com mais força, um comunista não muda de opinião da noite para o dia, a não ser por conveniência....

    0
  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    sr carvalho qualquer moléque sabe que esses laudos são fraudulentos só o sr. não sabia mas são muito incompetentes mesmo1111111111111111

    0
  • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

    Massas de manobras e pressão do governo : Quilombolas, mst, sem teto,, índios por enquanto. Uma verdadeira vergonha. Cuidado ao votar nas proximas eleições , visto na verdade temos é um desgoverno,, e a alternância de poder é muito benéfica.

    0