DA REDAÇÃO: Boi tem escalas mais curtas, mas ainda não indica reversão de tendência

Publicado em 29/05/2014 14:03 e atualizado em 29/05/2014 15:41 593 exibições
Boi: Com a aproximação do início do próximo mês e com as paralisações para os jogos da Copa do Mundo o consumo no varejo poderá aumentar, mas ainda não melhora a situação do mercado. A oferta de animais também deverá ser menor, devido aos poucos volumes de chuvas que prejudicaram as pastagens, e consequentemente, a engorda do boi gordo em algumas regiões.

Nesta semana, as escalas do boi gordo encurtaram, mas ainda é cedo para falar em uma reversão de tendência, segundo a analista Lygia Pimentel, da FC Stone.

De acordo com Lygia, o começo de junho deve trazer um pouco mais de oferta, além da expectativa de um mês mais forte em termos de consumo.

Alguns negócios em São Paulo chegam a R$122/@. Ainda é precipitado também tratar como uma situação de entressafra, uma vez que há boi tanto de pasto quanto de confinamento.

Com menos chuvas no Centro-Oeste, a engorda do boi a pasto foi prejudicada. A tendência é que haja menos animais do que na safra anterior, mas não indica que a oferta chegou ao fim.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário