DA REDAÇÃO: Mapa suspende a utilização da avermectina na pecuária

Publicado em 04/06/2014 13:08 e atualizado em 04/06/2014 13:49 297 exibições
Boi: Mapa proibiu o uso da avermectina, antiparasitário utilizado pelos pecuaristas contra pulgas e carrapatos. A suspensão se deve aos resíduos encontrados em alguns lotes de carnes, que pode ter sido acarretado pelo não cumprimento do prazo de carência, que vem expresso na bula dos medicamentos, que fez com que perdesse parte dos efeitos e a dose fosse aumentada.

Após testes nos Estados Unidos comprovarem a presença da avermectina na carne processada proveniente do Brasil, o governo brasileiro decidiu suspender a utilização da avermectina de longa ação no campo, a fim de evitar a suspensão da importação da carne brasileira por parte dos americanos.

De acordo com Márcia Cristinia Decena de Oliveira, pesquisadora da Embrapa Pecuária Sudeste, a presença do resíduo na carne se deve à falta de observação do período de carência, que vêm explicitado na bula do remédio.

A pesquisadora aponta que, além de os produtores terem de ficar atentos a este período, uma solução seria a verificação da presença do resíduo antes da exportação da carne por parte dos órgãos controladores.

No entanto, Márcia lembra que a ingestão do produto não provoca problemas de saúde, mas que a presença do resíduo não é recomendável.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário