DA REDAÇÃO: Produtores rurais do MS se reúnem com Ministério da Justiça

Publicado em 13/06/2014 15:10 e atualizado em 13/06/2014 16:01 355 exibições
Brasília: Acontece nesta sexta-feira (13) mais uma reunião com os produtores de Mato Grosso do Sul e o Ministro da Justiça, para decidir o impasse sobre o valor das indenizações pagas aos produtores rurais. Na próxima semana deve acontecer a reunião para decidir a proposta de regulamentação da área de refúgio.

Os produtores rurais do estado do Mato Grosso do Sul se reúnem na tarde desta sexta-feira (13) com representantes do Ministério da Justiça para definir a questão das indenizações na Fazenda Buriti. Eles estão descontentes com o valor estipulado pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) para as 24 propriedades, que foi de R$ 78 milhões.

Avaliações de mercado encomendadas pelos produtores da região apontam um valor mínimo de R$ 124 milhões para as 24 propriedades.  Na última quarta-feira (10), já houve um encontro entre as duas partes e não se chegou a um consenso. Segundo os produtores rurais, entre eles Ricardo Bacha, há uma boa vontade do governo para as negociações, informou a jornalista Daniela Castro, de Brasília (DF).

Já para a semana que vem, outra expectativa fica com relação a um rascunho de uma instrução normativa que irá regulamentar as áreas de refúgio no país. A medida deve afetar quem produz algodão, milho e soja BT. Essa área garante a sobrevivência dos insetos, que é importante ao plantio convencional.

Atualmente, o percentual dessa área em relação ao milho é de apenas 10%, segundo sugestão das empresas que detêm essa tecnologia. Os produtores se queixam que o milho BT, no entanto, necessita de cinco aplicações de defensivos. Uma regulamentação nessa área pode ser definida com o intuito de resolver essa questão.

Por:
João Batista Olivi // Fernando Pratti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário