DA REDAÇÃO: Valores abaixo de US$14 para a soja trazem prejuízo, mas tendência é de recuperação

Publicado em 02/07/2014 13:57 e atualizado em 02/07/2014 15:36 523 exibições
Soja: Produtores seguram vendas devido aos valores negociados, que não trazem margem de lucros e pouco cobrem os custos de produção. Mesmo com uma previsão de safra cheia para os Estados Unidos na próxima temporada, os patamares de preços devem ficar um pouco acima dos valores atuais de Chicago para os contratos mais longos, pois a demanda também aumentou.

Para os produtores brasileiros, os valores recentes da soja na Bolsa de Chicago, abaixo de US$14, trazem prejuízo devido ao alto custo de produção, o que faz com que muitos segurem suas mercadorias à espera de preços mais altos.

De acordo com o analista de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, mesmo com a perspectiva de uma safra americana cheia e uma grande safra brasileira, os patamares devem trabalhar em valores mais altos nos próximos meses, uma vez que a demanda externa irá abrir novos espaços de crescimento. Somente a China, por exemplo, irá aumentar em 25 milhões de toneladas o consumo de ração.

Brandalizze aponta que o ritmo da demanda é suficiente para obter prêmios recordes nos próximos dias, mas que, mesmo assim, as vendas continuam bastente escalonadas. Os grandes investidores ainda não estão trabalhando com força no mercado, mas os sinais de recuperação começam a aparecer, trazendo boas expectativas para os próximos dias.

A soja é o produto que traz maior faturamento para o país, ultrapassando o minério de ferro. No último ano, o faturamento da soja para o país foi de 20.1 bilhões de dólares.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário