DA REDAÇÃO: Com queda nos preços em Chicago, prêmios da soja nos portos brasileiros valorizam

Publicado em 04/07/2014 13:59 e atualizado em 04/07/2014 14:57 681 exibições
Soja: Prêmios sobem no porto para estimular as vendas. Argentinos também seguram a safra. Em reais, a soja brasileira mantem-se negociada a R$ 70. Enquanto a safra norte-americana não for definida, haverá preços melhores no mercado.

A semana foi de queda no mercado internacional, depois da divulgação dos relatórios do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) que trouxe a projeção de uma safra grande e com bom ritmo.  Por outro lado, a Argentina teve pouca participação no mercado internacional, o que trouxe uma valorização aos prêmios nos portos brasileiros. Camilo Motter, da Granoeste Corretora de Cereais, explica que subiram de 30% a 40% e devem compensar parte das perdas pelos números de Chicago.

Para Motter, os prêmios internos poderiam ter perdas em torno de R$ 4 a R$ 5, em que ficaram por volta R$ 2. Embora os preços não sejam os ideais, ainda é convidativo para os produtores que ainda tiverem soja para negociar. Atualmente, a saca de soja brasileira é negociada a R$ 70 e os preços não devem melhorar enquanto a safra americana não tiver melhor definição.

Em relação ao câmbio, o Brasil deverá manter a política de pressão nas cotações, visto que o Banco Central já anunciou que continuará os leilões de Swap Cambial. Para Motter, o ideal seria se o governo deixasse o câmbio fluir a patamares melhores de acordo com o ritmo de mercado. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário