DA REDAÇÃO: Com preços baixos, produtores de milho precisarão de intervenção para escoar o produto

Publicado em 08/07/2014 13:49 e atualizado em 08/07/2014 14:35 474 exibições
Milho: Preços nos portos e no mercado interno estão abaixo do mínimo em alguns locais e desestimulam novas vendas, travando a comercialização. Governo terá de intervir para garantir patamares que segurem a renda do produtor. Brasil precisaria aumentar o ritmo de exportações, mas preços, neste momento, não estão competitivos.

Com os baixos preços nos mercados internacional e interno, os produtores de milho do Brasil deverão precisar de mais uma intervenção para escoar o produto, principalmente em Mato Grosso, e obter equilíbrio no mercado interno. É o que aponta Glauco Monte, consultor de grãos da INTL FCStone, em entrevista para o Mercado & Cia., do Canal Rural.

Monte explica que o produto não encontra espaço para preços maiores devido às boas condições das lavouras americanas e, também, devido ao dólar a R$2,20, sendo que este precisaria ser mais alto para manter um valor competitivo de exportação.

Por outro lado, os consumidores de milho para ração estão mais confortáveis, mas o mercado interno não é agressivo nas compras - compra apenas conforme as necessidades.

Todos os anos o milho enfrenta uma queda sazonal em Chicago. O consultor explica que, neste ano, a queda foi apenas antecipada, e lembra que a demanda irá ter de fazer um trabalho muito forte para manter os preços e fazer com que eles aumentem nos próximos meses.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário