DA REDAÇÃO: Presos, produtores rurais da Suiá-Missu aguardam resolução legal

Publicado em 11/08/2014 13:23 e atualizado em 11/08/2014 15:21 200 exibições
Questão Indígena: Após um ano e sete meses do conflito na Suiá Missú (MT) alguns líderes do movimento foram presos, como Sebastião Prado, e enfrentam problemas de saúde na cadeia. O mandado de prisão é referente a coisas que não condizem com a realidade, como roubo, sequestro e cárcere privado.

Na última quinta-feira (7), o líder da Associação dos Produtores Rurais da Suiá-Missu (APROSUM), Sebastião Prado, juntamente com outros produtores rurais da região, foram presos em operação da Polícia Federal.

As prisões, que ainda não tiveram motivo divulgado, são temporárias. Em entrevista ao Mercado & Cia., do Canal Rural, a produtora rural Nailza Rita Bispo, esposa de Sebastião, conta que não houve nenhuma ação recente dos produtores, que estão apenas lutando pelo processo legal de receber indenização ou voltarem para as terras.

Os produtores, de acordo com Nailza, querem voltar para as terras apenas para retomar os trabalhos. 7 mil pessoas expulsas da Suiá-Missu estão à beira da estrada, sem residência fixa.

"Queremos voltar para produzir, não voltar como bandidos", desabafa a produtora.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário