DA REDAÇÃO: Feijão – Produtores do Paraná tem preços abaixo do custo de produção

Publicado em 26/08/2014 19:21 e atualizado em 27/08/2014 12:23 409 exibições
Feijão: Produtores estão agonizando com o baixo preço do produto, alguns negociam o preço abaixo do mínimo e preferem incorporar o feijão para virar adubo. É a pior cotação vista nos últimos quatro anos. O AGF não está sendo suficiente para limpar os estoques.

Os produtores de feijão no Estado do Paraná estão decepcionados com os preços que chegam a ser 40 por cento menos que o custo de produção. Além do preço abaixo do mínimo e estoque disponível, fazendo com que alguns produtores prefiram incorporar o grão ao solo para virar adubo.

De acordo com a analista de mercado de feijão, Sandra Hetzel, a situação está crítica no Estado com a oferta maior que a demanda. “Essa é pior cotação dos últimos quatro anos, o feijão de boa qualidade está sendo negociado a R$ 80 e R$ 85. Quando no ano passado a média histórica estava na casa dos R$ 150", disse.

O preço mínimo do feijão está em R$ 95, mas as cotações estão abaixo desse valor. Segundo a analista, o mercado está pagando para o produtor de R$ 70 a R$ 80. Sandra está em Brasília junto com produtores para tentar negociar com o governo melhores condições para o Estado.

"Está sendo feito o AGF, mas não é suficiente para enxugar esse mercado que precisa de uma iniciativa mais forte do governo para limpar esses estoques", disse a analista em entrevista ao programa Mercado & Cia desta terça-feira (26).

Por:
João Batista Olivi // Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário