DA REDAÇÃO: Pecuária brasileira aguarda liberação da avermectina

Publicado em 12/09/2014 13:31 e atualizado em 12/09/2014 15:59 312 exibições
Boi: Posicionamento do Ministério da Agricultura sobre o uso da avermectina de longo prazo deverá sair na próxima semana. A preocupação é com o aumento do uso de produtos piratas e ilegais para o controle de doenças causadas por pulgas e carrapatos, com esta proibição.

O uso da avermectina pela pecuária brasileira, suspenso no momento, está sendo solicitado em processo que corre em primeira instância na Justiça Federal, cujo desfecho deve ser divulado na próxima semana.

De acordo com Emilio Carlos Salane, Vice-Presidente Executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), o juiz havia dado 60 dias para que o Ministério da Agricultura se pronunciasse quanto ao caso. Como o prazo terminou no último dia 8, advogados do sindicato esperam que resultado deva sair logo.

"Se o juiz der sentença contrária, vamos recorrer a instância superior", aponta Salane. Ele lembra que os produtos são os mais adequados ao manejo de animais.

De 15 de outubro a 30 de novembro os produtores do país começarão a fase de vacinação dos animais, a qual geralmente é aproveitada para aplicar os parasiticidas. Caso não haja a liberação, pode ocorrer a utilização de produto pirata, o que poderá causar danos para a pecuária.

Por:
João Batista Olivi // Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário