Leite: Produção recua, demanda melhora e preços têm recuo menos acentuado em fevereiro; produtor recebeu R$ 0,88/litro

Publicado em 12/03/2015 09:52 e atualizado em 12/03/2015 12:11
179 exibições
Leite: Mercado tem recuo menos acentuado em fevereiro com produção caindo nas principais bacias leiteiras e demanda melhorando. Preço pago ao produtor ficou em R$ 0,88/litro no último mês e setor ainda sente os prejuízos da greve dos caminhoneiros.

Em fevereiro, o mercado do leite apresentou estabilidade nos preços pagos ao produtor. A média ficou em R$ 0,885 por litro, registrando recuo de apenas 1,2% nos pagamentos.

Juliana Pila, analista da Scot Consultoria conta que o recuo de fevereiro foi o menor registrado desde outubro de 2014, haja vista que "a produção está caindo nas principais bacias leiteiras; a falta de chuvas afetando a produção; os preços reagindo no atacado, por isso o recuo foi menos intenso", explica.
No cenário para o próximo mês - pagamento de março, com referência a produção de fevereiro - a expectativa é de estabilidade nos preços, pois "56% dos laticínios onde as pesquisas são realizadas, já acreditam na manutenção das cotações", considera Pila.

Além disso, a produção deve continuar em queda, acompanhada por uma "melhora no atacado e no varejo - com isso o laticínio consegue remunerar melhor", além das paralisações no final de fevereiro, causadas pela greve dos caminhoneiros, afetando pontualmente o mercado, e influenciando na produção.

"Em alguns locais 70% da produção foi afetada, porque as indústrias não conseguiam fazer a captação, com isso pode ocorrer uma melhora acentuada nos preços", explico a analista.

A demanda para o mercado do leite veio melhorando durante o mês de fevereiro, e é esperado para a segunda quinzena de março melhoras nos preços do leite longa vida e no mercado spot, onde o cenário é mais firme em curto e médio prazo.

Já no mercado atacadista, os preços dos lácteos subiram 0,8% na segunda quinzena de fevereiro, em relação à primeira metade do mês. Cenário que ajuda a manter os preços do leite. Portanto, "mais um sinal de que o consumo vem melhorando, então os laticínios conseguem tem uma margem melhor para negociar com o produtor" considera Pila.

Segundo ela, o momento é positivo no mercado do leite, no entanto o produtor deve ficar atendo aos custos de produção e realizar a melhor compra.

 

Por: Carla Mendes e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário