Em Patrocínio/MG, produtividade de áreas irrigadas de soja passa de 80 sacas/ha; custos com energia elétrica preocupam

Publicado em 12/03/2015 11:03 e atualizado em 12/03/2015 12:41
492 exibições
Safra 2014/15: Em Patrocínio/MG, produtividade de áreas irrigadas de soja passa de 80 sacas/ha, no caso do milho, números ultrapassam as 200 sacas. O que preocupa os produtores irrigantes, no entanto, são os custos mais elevados com energia elétrica. Preços médios da região estão em R$ 62,50 para a soja e R$ 26,50 para o milho.

A colheita da soja nas áreas irrigadas da região de Patrocínio (MG) tem alcançado produtividade de 80 a 85 sacas por hectares. No milho os números chegam a 205 sacas/ha.

E mesmo com sistema de irrigação a estiagem do início do ano afetou a produção do milho, que segundo Fernando Beloni, produtor rural, era esperado uma colheita acima das 210 sacas por hectare.

No caso das plantações de milho nas áreas de sequeiro, a colheita deve começar só no inicio de abril, com projeção de queda de 50% na produtividade.
A alta do dólar favoreceu os preços da soja na região, que "a 15 dias atrás estava na faixa de R$ 55,00 reais, e agora já estão falando de R$ 62,00. No entanto o milho continua a mesma coisa", afirma Beloni.

Segundo ele, o preço comercializado é remunerador, no entanto há preocupações quando aos custos de produção - em especial com os produtos baseados no dólar. Dessa forma "o produtor terá que ver como será a alta dos insumos para depois ver o lucro real", explica o produtor.
Nesse cenário, Beloni afirma que os produtores da região estão cautelosos com a valorização do dólar, sendo assim muito estão comprando apenas os "produtos necessários para manter a lavoura".

Além disso, outro custo que preocupa dos agricultores é a alta da energia elétrica, que "nas áreas irrigadas a energia é o principal custo, e nas áreas que a irrigação é feita com motor a diesel a situação é pior com o reajuste de 12% nos preços", declara Beloni.

 

Por: Carla Mendes e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário