EXCLUSIVO: Governo fará leilões para o trigo a fim de fazer andar a comercialização do cereal

Publicado em 11/11/2010 13:55 e atualizado em 11/11/2010 18:13
258 exibições
Trigo: Governo anuncia leilões de PEP para 1 milhão e 800 mil toneladas. Preços serão definidos nos próximos dias. Mas a quantidade não resolve a crise dos produtores de trigo. Safra terá mais de 7 milhões de toneladas. E só há o Governo comprando...

 

O Governo anuncia leilões de PEP (Prêmio para Escoamento do Produto) de trigo para 1,6 milhões de toneladas, uma vez que, apesar de colhido mais de 7 milhões de toneladas de produto de alta qualidade, a comercialização no sul do país está parada. Os preços devem ser definidos no edital divulgada entre os próximos dias.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

O volume será de 800 mil toneladas para o Rio Grande do Sul, 600 mil toneladas para o Paraná e aos outros estados do Brasil, as 200 mil toneladas restantes. Comenta-se em um prêmio por volta de R$ 98,00 a tonelada, mas o que os agricultores esperam é que o mercado pode fixar ao menos o valor mínimo caso haja novos leilões.

 

O presidente da Comissão de Trigo da Farsul (Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul), Hamilton Jardim, aposta que o destino do trigo comercializado sejam as exportações, bem como, necessário leilões também de PEPRO (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor) para assegurar melhor preços já que neste ano, houve redução de 10% ao valor estimulado como mínimo.

 

Além do trigo de boa qualidade colhido nesta safra, existem estoques que armazenam produto da safra retrasada por falta de comercialização. Enquanto os moinhos exigem ainda mais qualidade ao produto brasileiro e se beneficiam da taxa de câmbio mais baixa para importar, estão com seus estoques cheios e o triticultor, mais uma vez, vive uma situação bem complicada.

Por: João Batista Olivi e Juliana Ibanhes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário