EXCLUSIVO: Pressão de baixa perde força e cotações do boi gordo encerram a semana estáveis

Publicado em 08/04/2011 13:17 e atualizado em 08/04/2011 17:26 439 exibições
Boi: mês começa e demanda por carne não aumenta. Expectativa é que consumo só se aqueça a partir do feriado de páscoa, com as compras para o dia das mães. Até lá, cotações devem ter pouca variação.

As cotações do boi gordo encerram a sexta-feira com baixas oscilações em relação ao início da semana. De acordo com a analista Renata Fernandes, os preços seguem estáveis, tanto no mercado futuro quanto no físico. As escalas continuam curtas, atendendo em média entre dois a três dias em São Paulo e, apesar de ainda haver a tentativa de recuo dos preços, os frigoríficos já mostram um interesse maior pelo gado."A pressão perde um pouco de força a medida em que se percebe que a oferta de animais não foi suficiente com esse recuo", comenta.

De acordo com a analista, ainda não houve uma evolução da demanda mesmo com o início do mês e até o feriado as cotações devem ter pouca variação. "Eu não acredito em grandes melhoras de demanda agora neste início de mês. Para mim, a melhora da demanda vem para segunda parte do mês, após o feridao de páscoa. Mas, melhora mesmo eu acredito que haja só a partir do mês de maio", comenta.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário