EXCLUSIVO: Mercado do boi gordo segue pressionado pela indústria; preços devem recuar nos meses de maio e junho

Publicado em 10/05/2011 12:44 e atualizado em 10/05/2011 14:13 422 exibições
Boi: oferta de animais aumenta e frigoríficos pressionam negativamente os preços da arroba. Expectativa é que cotações recuem nos meses de maio e junho.


Mercado do boi gordo segue pressionado pela indústria. Hoje em São Paulo, houve negociações em torno de R$ 100,00/@, à vista, uma leve recuperação em relação aos preços de balcão praticados na semana passada. No mato Grosso do Sul houve oferta entre R$ 94,00 a R$ 95,00/@, à vista, com escalas programadas para o meio da próxima semana.

A venda de carne no final de semana não alcançou as expectativas do mercado, e, com o aumento da oferta de animais, os frigoríficos intensificaram a pressão para o recuo nos valores da arroba.

Para o operador de mercado da Interbolsa, André Criveli, a expectativa é de que os preços recuem nos meses de maio e junho. "Isso, principalemtne pelo atraso dessa possível safra que está chegando, os pastos estão muito ruins e as chuvas demoraram muito para chegar", acredita.


Já as exportações de carne bovina seguem estáveis. "O dólar na casa dos R$ 1,60 não nos mostra uma perspectiva de melhora", diz. Para André, o mercado aguarda uma recuperação na demanda interna, fator que dará direção ao mercado.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário