EXCLUSIVO: Com embargo, frango tira competitividade da carne bovina

Publicado em 06/06/2011 14:10 e atualizado em 06/06/2011 16:36 601 exibições
Boi gordo: embargo da Rússia ainda não impacta mercado brasileiro, mas queda no preço do frango tira competitividade e possibilidade de novas altas da carne no atacado. Fêmeas ajustam escalas. Relação de troca e custo de produção é alto para invernista.

Mesmo após o anúncio de cancelamento da importação de carnes brasileiras a partir do dia 1º de julho pela Rússia, o mercado brasileiro não sente o impacto imediato já que os preços permanecem estáveis no atacado. No entato, como a medida se estende para a carne de frango e suína, os preços não tem força para novas altas.

A especialista do mercado do boi gordo da XP Investimentos, Lygia Pimentel, explica que o diferencial entre a carne bovina e a de frango abriu novamente espaço para tirar a competitividade da carne vermelha. Assim, a expectativa de alta pela demanda pode brecar ganhos para a arroba.

Por outro lado, a semana começa com escala mais alongada já que o descarte de fêmeas completam a agenda e acumulam oferta no mercado. Para a especialista, a venda da vaca capitaliza o pecuarista na reposição, uma vez que o boi magro está mais caro.

Com a relação de troca e os custos de produção mais caros para o invernista, a tendência é de que o mercado esteja entrando na entressafra. A formação das escalas será responsável pelo futuro do mercado, alerta Lygia.

Por:
João Batista Olivi e Juliana Ibanhes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário