EXCLUSIVO: Operação Araguaia do Ibama no Mato Grosso está multando assentados, mas Incra não foi notificado

Publicado em 21/06/2011 14:09 e atualizado em 21/06/2011 15:42 566 exibições
Operação Araguaia do Ibama no Mato Grosso está multando o assentado, mas não notificou o Incra, verdadeiro dono das terras. Governo precisa educar pequeno produtor para tê-lo como parceiro na preservação ambiental.

As reincidentes multas da operação Araguaia do Ibama na região do Mato Grosso agravam o clima de tensão entre os assentados. Segundo o nelorista da região, Carlito Guimarães, as multas são altíssimas, e giram em torno de no mínimo R$ 30 mil. "Isso não é multa, é confisco. Se você tem 50 hectares de terras que valem R$ 100 mil e recebe uma multa de R$200 mil é mais que um confisco", comenta.

A grande polêmica é que o Ibama está multando o assentado, mas não notificou o Incra, verdadeiro dono das terras. E o prejudicado é o pequeno produtor. Cerca de 98% das multas aplicadas destinam-se aos parceleiros do Incra.

Carlito ressalta a importância do investimento do governo na educação do pequeno produtor para assim tê-lo como parceiro na preservação ambiental. Além disso, é preciso que o governo permita que haja a votação no Senado das mudanças do Novo Código Florestal já aprovadas na Câmara dos Deputados.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário