DA REDAÇÃO: Mercado do boi gordo deve seguir firme até o fim do ano

Publicado em 21/07/2011 13:48 e atualizado em 21/07/2011 16:07 432 exibições
Boi Gordo: mercado firme com tendência de alta. Frigoríficos enfrentam dificuldade na compra de animal terminado para abastecerem seus estoques na última semana do mês. A demanda também está aquecida para a reposição.
Os preços do boi gordo apresentam tendência de alta e, com a entrada da entressafra, há uma dificuldade grande para compra de animais. Em São Paulo, alguns frigoríficos estão adquirindo os bovinos e abatendo-os logo no dia seguinte.

Para o segundo semestre, as perspectivas são de manutenção da alta até o final do ano. Até mesmo em Outubro, quando o boi gordo sai do confinamento em grande volume e que se espera maior liquidez no mercado, os preços devem permanecer em elevação.

Mesmo no primeiro semestre, período de safra, as ofertas estiveram baixas, em função do ciclo produtivo em que as matrizes foram abatidas. A exceção foi os meses de maio e junho, quando houve uma pequena bolha de ofertas devido à saída de animal do pasto.

De acordo com Alex Santos Lopes da Silva, Consultor da Scot Consultoria, quando os frigoríficos sentirem que estão saindo mais animais do confinamento, tentarão comprar por preços mais baixos. Mas não se trata de nada tão relevante que faça os preços caírem como ocorreu em maio e junho.

Para o boi magro, o mercado também segue firme. Por mais que as pastagens estejam perdendo qualidade, o que força o recriador a vender seus animais, a demanda permanece muito aquecida para a reposição.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário