DA REDAÇÃO: Campanha SouAgro quer atingir população urbana

Publicado em 21/07/2011 14:18 e atualizado em 21/07/2011 18:05 483 exibições
SouAgro: campanha nas principais mídias lembra à sociedade brasileira que seu desenvolvimento vem através do agronegócio. A fazenda do Brasil está no cotidiano de todos. Atores apóiam a iniciativa.

Patrocinada por empresas, associações e entidades, a campanha SouAgro, veiculada em diversas mídias, tem o objetivo de resgatar perante a sociedade a importância do agronegócio para o país. A campanha é capitaneada por Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e presidente do Conselho de Agronegócio da Fiesp. Foi ele quem conseguiu aglutinar vários setores do agronegócio para o financiamento do SouAgro, que se estende até Outubro.

Diante dos excelentes resultados de acessos à campanha em vários sites, os agricultores ficaram de “alma lavada”, conforme relata Glauber Silveira, presidente da Aprosoja Brasil, uma das entidades que apoiaram a idéia. Glauber defende que é preciso criar uma conexão entre o campo e a cidade, já que, daqui alguns anos, 70% da população será totalmente urbana. E para suprir as necessidades alimentares dessa população, nos próximos 50 anos, será preciso produzir o mesmo que nos últimos 10 mil anos.

No Brasil, o agronegócio já é responsável por 30% do PIB e para que o país alcance as pretensões de se tornar a 5ª ou 4ª maior economia mundial, Glauber avalia que é fundamental uma maior valorização da agricultura.

As perspectivas para isso são positivas, pois o potencial de crescimento é alto. Basta comparar o volume brasileiro, 160 milhões de toneladas, com os da China e EUA que produzem em torno de 600 milhões de toneladas. Além disso, a produção mais sustentável do planeta é brasileira e o país tem grande chances de se tornar o celeiro do mundo e de alimentar as 1 bilhão de pessoas (20% da população mundial) que passam fome.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    Finalmente os setores envolvidos com o agronegócio resolveram tomar a atitude qua já deveriam ter tomado a muito tempo. Cumprimentos a todos. Mas eu ainda não estou satisfeito! Eu não aceito que sejamos apenas Agro, nós somos AGROAMBIENTALISTAS! Somos modelo em produção preservando o meio ambiente com as mais modernas tecnologias do mundo. Aqueles que se dizem ambientalistas não produzem nada e por consequência não preservam nada. Apenas preservam na mídia! Já venho alertando para a maneira como esses criminosos contra o desenvolvimento brasileiro já tomaram conta inclusive do Governo Dilma e estão impondo goela abixo a tal de governança global cujo maior massacre contra nós será a tal de Rio + 20 que, se não nos organizarmos como nos organizamos agora para dizermos que somos agro, e mostrarmos nossa cara na Rio + 20, eles vão cruzar porcima de nós e nós vamos lamentar, pagar muito caro um dinheiro que não temos para nos salvar e salvar o Brasil! Essa história de público urbano que precisa ser conquistado, procede para quem aceita o golpe da mídia que estão nos dando. Qual a solução? Usar a mídia como finalmente começamos a usar, cujo exemplo é Sou Agro. Precisamos aceitar o desafio de mostrar que somos Agroambientalistas e que somos os primeiros consumidores! Esse é o desafio. Contem comigo!

    Abraço.

    Almir Rebelo

    0