DA REDAÇÃO: Cultivo de sorgo é alternativa para alta expressiva do milho

Publicado em 28/07/2011 14:03 e atualizado em 28/07/2011 15:19 336 exibições
Sorgo: grão vira alternativa para alta expressiva do milho. Produção diminui riscos com safrinha para produtor e reduz custos da indústria. Com variedade precoce da soja, tendência é de maior cultivo do sorgo.
A cultura do sorgo, até pouco tempo não tão difundida entre as propriedades rurais, ganha força entre os produtores que apostam no plantio do grão em substituição ao milho. Embora a fonte energética das rações  normalmente seja o milho, o sorgo geralmente apresenta preço inferior. Portanto, se torna uma alternativa tanto para o produtor que quer diminuir seus riscos na safrinha de milho quanto para a indústria que consegue reduzir seus custos, já que consegue comprar o produto a um valor menor.

Segundo Flávio Faedo, presidente da Comissão de Cereais, Fibras e Oleaginosas da FAEG, os preços da saca de 60 kg do sorgo em Goiás giram em torno de R$ 18, valores entre 15 a  20% menores que o milho. Um outro fator que torna o sorgo um ingrediente energético alternativo ao grão é seu valor nutricional, com 3% a menos de valor energético e 1% de proteína superior ao milho. Além disso, Faedo afirma que, com a variedade precoce da soja, a tendência é mesmo de que haja maior cultivo do sorgo.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário