DA REDAÇÃO: Imea prevê aumento de 34% no confinamento, mas mercado aponta para falta de oferta

Publicado em 28/07/2011 18:58 533 exibições
Boi Gordo: No MT há intenção de aumento de 34% no confinamento, mas ainda há dúvida sobre a oferta de alimentos disponível. Custo de produção deve aumentar com alta do milho no mercado interno.

O Instituto Mato-grossense de Economia Aplicada (Imea) divulgou nesta quarta-feira (27) seu segundo levantamento sobre o volume de animais no confinamento com aumento de 34% na produção com relação ao ano passado. Após a severa seca que devastou as pastagens no Centro-Sul do país, ainda é dúvida se números do instituto são reais fisicamente.

Segundo o superintendente da Associação dos Criadores do Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, ainda falta um último estudo que deve sair em agosto confirmando ou não se haverá aumento na produção de gados de cocho. Porém, acredita que haverá redução nas estatísticas diante da dificuldade de engordar os animais.

Outra tendência que aponta possível redução no volume de animais confinados este ano é a alta no preço do milho para fabricação de ração animal. Produtores colhem o milho da safrinha, mas após adversidade climática, perdas são calculadas tanto na produtividade quanto na produção do cereal.

Apesar as dificuldades, Vacari aposta no confinamento como um negócio de alta rentabilidade e lembra que após 7 anos, os preços em alta remuneram os pecuarista, mas ainda está aquém da necessidade de investir na recuperação das pastagens.

Por:
João Batista Olivi e Juliana Ibanhes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário