DA REDAÇÃO: Cotações do boi podem reagir na próxima semana com a volta às compras do atacado

Publicado em 22/08/2011 12:37 e atualizado em 22/08/2011 13:44 445 exibições
Boi: o baixo volume de bois à termo escalados para setembro e a volta às compras do atacado a partir da próxima semana dão indicações de que cotações da arroba podem reagir.
Mercado do boi gordo segue lateral neste início de semana. As praças com maior representatividade de animais de confinamento, como Goiás, ajudam a abastecer os frigoríficos paulistas, o que acaba segurando a pressão altista de entressafra. De acordo com a especialista em mercado pecuário da XP Investimentos, Lygia Pimentel,  o baixo volume de bois à termo escalados para setembro e a volta às compras do atacado a partir da próxima semana dão indicações de que cotações da arroba podem reagir.

Nesta segunda-feira, os preços seguem mais estabilizados na maioria dos estados. Em São Paulo, os negócios acontecem em torno dos R$ 98/@ e no Mato Grosso do Sul em torno de R$ 93 a R$ 94/@, à vista. As escalas seguem curtas, atendendo em média de 3 a 4 dias em São Paulo.

De acordo Pimentel, não está tão fácil comprar animais terminados. A oferta de bois do primeiro turno de confinamento já sinaliza retração, porém o consumo por carnes também não evolui nesta segunda quinzena do mês, o que acaba refletindo na lateralidade dos preços da arroba. "O mercado segue na expectativa de novidade para andar novamente", comenta.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário