DA REDAÇÃO: Aprosoja assina convênios em Missão especial na China visando melhorias na logística brasileira

Publicado em 29/08/2011 13:52 e atualizado em 29/08/2011 16:14 475 exibições
Aprosoja assina convênios em Missão especial na China. Asiáticos devem investir em infraestrutura da logística para reduzir custos na importação dos grãos brasileiros e também beneficiar produtores. Demanda chinesa vai crescer nos próximos 10 anos.
Em reunião entre a comitiva da Aprosoja e a Câmara de Comércio da China, os chineses mostraram um interesse especial pelo investimento na infra estrutura logística do Brasil para que a soja chegue de forma mais rápida e mais barata à China, já que este país deve dobrar o volume importado de soja nos próximos dez anos.

De acordo com o presidente da Aprosoja, Glauber Silveira, dentro de 30 dias, a câmara do país e Aprosoja Brasil devem assinar um documento formalizando a cooperação entre ambos os países.O objetivo é fazer um acordo de cooperação para estudar as melhores formas de investimento e como será feito o arranjo financeiro para os feitos.

Em função má qualidade da infra-estrutura brasileira, o custo para a importação acaba ficando muito alto. Para o transporte da produção ao longo de 1400 quilômetros no Brasil, paga-se 100 dólares. Na China, este valor cai para 35 dólares. "O objetivo é baixar este custo de frete, de modo que o chinês possa levar parte desse lucro e o produtor brasileiro também, fazendo um transporte mais eficiente", acrescenta.

O presidente da Aprosoja enfatiza que uma das grandes necessidades no momento é de que haja um acesso mais rápido aos portos do norte, principalmente. " A saída alternativa da soja pelo norte não está nos planos do governo (brasileiro). O chinês já entendeu que o governo brasileiro não tem condições de fazer os investimentos necessários. O Brasil tem um custo administrativo/ político muito alto", conclui.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário