DA REDAÇÃO: Cotações do café acompanham volatilidade e operam com forte queda em NY

Publicado em 17/10/2011 12:40 e atualizado em 17/10/2011 14:27 447 exibições
Café: cotações acompanham volatilidade do mercado financeiro com incerteza financeira na Europa e devolvem ganhos no meio-pregão de N. York desta segunda-feira. Chuva no Brasil favorece florada dos cafezais e ajuda a pressionar a bolsa.
Os contratos futuros do café arábica negociados na Bolsa de Nova York, ICE Futures, operam com forte desvalorização nesta segunda-feira. Os preços reverteram a tendência de alta do início da sessão e já caíram cerca 1000 pontos. Por volta das 14h27, horário de Brasília, os futuros operavam com mais de 700 de baixa para os principais vencimentos.

De acordo com Eduardo Carvalhaes, do Escritório Carvalhaes, as cotações acompanham a volatilidade do mercado financeiro com as incertezas financeiras na Europa e devolvem, portanto, os ganhos no meio-pregão de Nova York. Muitos agentes de mercado invertem hoje suas posições diante da aversão ao risco.

No quadro fundamental, não há nenhuma novidade. "O clima está muito bom, está chovendo, é safra de ciclo cheio mas, não significa excesso de café não", acredita.

Carvalhaes acredita que o mercado ainda fique bastante suscetível ao andamento do mercado financeiro nos próximos meses. Desta forma, a recomendação é que o produtor esteja sempre atento às questões macroeconômicas e aproveite os melhores momentos para embolsar lucros, vendendo parte da sua produção até janeiro. A partir deste mês, o café já começa a perder parte de sua qualidade.

"O produtor de café brasileiro vai ter muita oportunidade para vender até janeiro. A tendência, principalmente no final do ano, é que fique  claro a escassez de café de qualidade no mundo", conclui.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário