DA REDAÇÃO: Falta de semente de milho preocupa mas, pode ser especulação do mercado

Publicado em 26/10/2011 13:02 e atualizado em 26/10/2011 14:47 417 exibições
Milho: indústrias de sementes especulam falta de matéria-prima para a safrinha de inverno a fim de pressionar para alta os preços. Aprosoja afirma que cenário é positivo e favorável para aumento do cultivo, mas caso falte semente, o produtor pode migrar para culturas semelhantes como o sorgo.
Com os bons preços do milho, a área para o cultivo da safrinha deve aumentar no próximo ano. Porém, apesar de ainda faltar quase quatro meses para o plantio, a ausência de sementes disponíveis no mercado tem deixado muitos produtores apreensivos.

Para o diretor administrativo da Aprosoja, Carlos Fávaro, o temor do mercado hoje se concretiza muito mais por um movimento especulativo de indústrias do setor a fim de forçar a alta dos preços do que por uma falta real do produto. "Esse boato surge todos os anos antes do plantio de soja e eu nunca vi faltar", ressalta.

Fávaro recomenda que o produtor siga em alerta. De um modo geral, o cenário é positivo e favorável para aumento do cultivo, mas, caso falte semente, o produtor pode migrar para culturas semelhantes como o sorgo e o girassol, por exemplo.

O diretor também comemora a anulação por parte do governo de Mato Grosso em aumentar a unidade fiscal do estado, o que causaria um impacto direto aos produtores do estado. Para isso, a Aprosoja iniciou uma ação conjunta com a Federação de Agricultura a fim de alertar o governo sobre a ilegalidade da ação proposta. "O governo do estado entendeu isso e já recuou", conclui.

Por:
João Batista Olivi e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário