DA REDAÇÃO: Demanda aquecida sustenta preços do frango

Publicado em 18/11/2011 10:19 e atualizado em 18/11/2011 11:34 302 exibições
Frango: Preços seguem firmes com demanda aquecida na primeira quinzena de novembro. Valorização da carne bovina e recuo nos preços dos insumos aumentam poder de compra do avicultor. Mercado deve seguir aquecido com chegada das festas de final de ano.
Avicultura registra bons preços na primeira quinzena de novembro tanto para o frango vivo como para a carne. Os pagamentos são influenciados pela demanda mais aquecida no início do mês e pelo setor varejista e repõe seus estoques para as festas de final de ano.

Hoje, o avicultor independente tem o frango vivo negociado a R$2 com aumento de 2,5% no acumulado de novembro. Já o frango inteiro subiu 6% no acumulado de mês negociado a R$3,20. O frango resfriado teve aumento de 7,5% no acumulado de novembro, sendo negociado a R$3,12/kg.

 De acordo com a analista de mercado do Cepea, Camila Ortelan, a valorização da carne bovina também tem impulsionado o consumo da ave brasileira. No acumulado do mês, os preços do produto subiram 10%. “O frango é o principal substituto da carne bovina. A valorização tende a deslocar a demanda da carne bovina para as aves”, explica.

Outro fator positivo para o avicultor é o recuo nos preços dos insumos, como farelo de milho e soja que aumentam seu poder de compra.

As exportações do frango brasileiro seguem em ritmo satisfatório, contribuindo para o mercado interno.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário